Como criar um blog no WordPress

Como criar um blog no WordPress

Quer saber as principais etapas para criar um blog no WordPress otimizado e acima de tudo, livre de erros? Nesta postagem quero trazer os passos mais importantes juntamente com dicas para você começar um blog.

Antes de tudo, o que é um blog?

Blog é um tipo de site onde frequentemente são publicados conteúdos de um ou mais nichos. A ideia de um blog é passar conteúdo de valor para aqueles que os leem.

A linguagem de um blog é mais informal se aproximando da conversação que temos pessoalmente. Por este motivo, ter um blog é certamente uma das maneiras mais fáceis e acessíveis para começar um negócio na internet, pois não é preciso ser um escritor ou um redator profissional para começar a escrever. Logicamente, é necessário que se saiba o português (caso esteja no Brasil) para escrever textos sem erros.

Os passos iniciais para criar um blog no WordPress

Antes de botar a mão na massa, você precisa decidir algumas coisas. A primeira coisa para se pensar é o nicho. É necessário que você defina o nicho do seu blog, ou seja, sobre qual assunto você vai falar.

Já trazendo a primeira dica, recomendo fortemente não abordar assuntos aleatórios dentro do blog, foque em apenas um, ou no máximo, em assuntos que tenha relação com o nicho principal, mas não exagere, certo!? Escolhendo apenas um nicho, você vai garantir que o seu blog obtenha destaque dentro do nicho escolhido, além disso, ajudará os mecanismos de busca a ranquear seu site nas palavras chaves certas.

Ainda como recomendação, escolha um nicho que você tenha conhecimento. Isso te vai te ajudar a escrever boas postagens e certamente você vai conseguir ter novas ideias de postagens com mais facilidade já que o nicho escolhido está presente na sua vida e o principal, dará mais valor ao seu conteúdo pois você tem propriedade e fundamento para falar, no caso, escrever.

Pense e escolha um domínio para o seu blog

Definido o seu nicho, o próximo passo é escolher um nome para o blog, ou melhor, registrar um domínio para ele. Em resumo, um domínio é o endereço virtual de uma página. É como as pessoas encontrarão e acessarão o seu site na internet. Escolha um nome que tenha relação com o conteúdo que será publicado no blog.

Há diversos sites na internet que oferecem domínios gratuitos, entretanto, essas URLs não passam muita credibilidade e confiança. Posso te dá um exemplo: Imagine essas duas URLs: ricardoeletro.000webhostapp.com (fictício) e ricardoeletro.com.br. Qual delas você se sentiria mais seguro para acessar? Com toda a certeza, a segunda opção, não é mesmo!?

As vantagens de se ter um domínio registrado são grandes mas esse assunto merece uma postagem própria.

Ok, mas onde registrar um domínio? Os serviços de hospedagens possuem planos que além de oferecerem a hospedagem do site, dão algumas vantagens e entre elas está o domínio grátis por um determinado período de tempo, geralmente 1 ano. Há também a opção de registrar um domínio no site Registro.br, entretanto, apesar de ser barato, atualmente está R$ 40,00 por ano, este site não trabalha com hospedagens e sabendo que os primeiros passos para criar um site é registrar um domínio e ter um servidor para hospeda-lo, por conveniência, é mais fácil comprar um pacote onde tudo isso estará incluído.

Falando em hospedagem de sites…

Sem entrar em detalhes mais técnicos, hospedagem de site é um servidor onde ficarão armazenadas todas as informações e arquivos do site. Fazendo uma analogia, o domínio seria o endereço Rua 1, Casa 10, enquanto a hospedagem seria a casa.

Detalharei esse assunto em uma postagem própria para compararmos preços, qualidade de serviço, etc., mas tenha em mente que este item é de suma importância para o sucesso ou fracasso de um site.

Abaixo, uma lista dos principais serviços de hospedagens.

  • Locaweb;
  • HostGator;
  • GoDaddy;
  • SiteGround;
  • DreamHost;
  • UOLHost;
  • KingHost;
  • Hostinger;
  • Umbler.

A lista acima tem as principais e mais conhecidas empresas de hospedagem, entretanto, existem várias outras, inclusive fora do Brasil.

Faça uma pesquisa, pergunte para pessoas que já tiveram experiencia com alguma destas empresas antes de contratá-las. Repito!!! O servidor tem uma grande importância no sucesso ou no fracasso de um site.

Vamos ao principal, criar um blog no WordPress

Existe na internet, plataformas prontas onde tudo que você precisar fazer é começar a escrever, entretanto, pode acontecer de você querer alterar algumas coisas dentro do site, como o visual, o código, adicionar alguma funcionalidade e a plataforma não deixar por simplesmente ser limitada.

Daí a gente tropeça no WordPress.org. O WordPress é o gerenciador de conteúdo mais usado da internet, para você ter ideia mais de 35% dos sites na web são feitos com o WordPress.

A maior vantagem de usar essa plataforma é que proprietário do site não vai, ou raramente vai, precisar mexer com programação devido a vasta opções de temas e plugins prontos para a utilização, mas não pense que tudo é um mar de rosas, ok? Você será o responsável direto por isso é muito importante saber manusear essa ferramenta para deixar seu blog livre de erros.

Página inicial do site WordPress.org

Um adendo, o WordPress.com

Você também pode criar um blog no WordPress no site WordPress.com que é uma versão já hospedada do software WordPress na internet, ou seja, você não vai precisar baixar o WordPress, não precisará pagar uma hospedagem e etc. Tudo que você precisará fazer é criar uma conta no site, configurar algumas coisas e começar a escrever.

Página inicial do site WordPress.com

Calma, nem tudo são flores, você pode começar um blog no wordpress.com sem gastar dinheiro, entretanto, você vai esbarrar em algumas restrições, como por exemplo, o domínio do site, que seria algo como meudominio.wordpress.com, outro exemplo de restrição é que você não poderá personalizar o tema do seu blog mais afundo, somente cores e mais algumas coisinhas. Para contornar isso, você pode adquirir uma conta no site. O preço vai de R$12,00 a R$149,00 por mês.

Próximo passo para criar um blog no WordPress, o tema

Outro passo importante e que vale perder um tempo pesquisando e a escolha do layout (você vai ouvir muito o termo tema, ou em inglês, theme) para o seu blog. O layout é essencial para a organização do site e principalmente, para SEO. Basicamente o layout determina como os elementos do site vão ser dispostos na tela. Além do conteúdo, o design é um item importante para se preocupar.

Os temas para WordPress podem ser gratuitos ou pagos. As vantagens de comprar um tema é que ele vem com vantagens como suporte do desenvolvedor, atualizações constantes, guias para instalação e muito mais. Em relação a temas gratuitos, tenha bastante cuidado pois eles podem vir com códigos maliciosos embutidos que possam prejudicar seu blog futuramente, entretanto, o próprio WordPress nos mostra uma galeria de temas gratuitos, assim, você não precisa ir em fontes desconhecidas para adquirir um tema gratuito.

Galeria de temas WordPress

Além da galeria de temas do próprio WordPress, existem marketplaces que oferecem uma grande variedade de temas para diversos nichos e com preços acessíveis. ThemeForest e Template Monster são os principais.

O tema para WordPress WolfWP é perfeito para você que trabalha com empreendedorismo na internet. O tema é focado em conversões, possui integrações já configuradas e prontas para uso, além de muitas outras ferramentas. Clique aqui para saber mais sobre o tema WolfWP.

Dicas para escolher um bom tema:

  1. Escolha um tema que tem relação com o seu conteúdo;
  2. Analise o tema e verifique se oferece customizações para que você não precise mexer com códigos ou não precise gastar dinheiro contratando um programador;
  3. Verifique se o tema recebe constantes atualizações;
  4. Certifique-se que o tema se encaixa em diferentes telas, para usar o termo correto, procure um tema responsivo;
  5. O mais importante, garanta que o código esteja otimizado para SEO.

Baixe alguns plugins

Os plugins são ferramentas que adicionam novas funcionalidades em um site WordPress. Um dos objetivos do plugin é fazer com que o proprietário do site não tenha que programar essas novas funcionalidades do zero. Como a maioria dos donos de um blog tem pouca noção sobre programação, os plugins acabam sendo uma mão na roda. Por exemplo, imagine que você tenha que construir um formulário de contato, para isso, você teria que mexer nos códigos do tema. Usando um plugin, você faria isso em poucos cliques.

Certamente você vai querer baixar alguns plugins para ajudar o seu blog a está com as melhores configurações. Aqui estão os principais plugins que você deve ter no seu blog:

  • Yoast SEO, ajuda o SEO do seu blog, ou seja, otimiza o seu blog para os mecanismos de pesquisa;
  • Contact Form 7, com o intuito de ter mais interação com seus leitores através do e-mail, este é um ótimo plugin para construção de formulários;
  • W3 Total Cache, auxilia na velocidade de carregamento do site;
  • Akismet, ajuda a evitar spam em sua área de comentários.

Só pra não deixar passar batido, a maioria dos plugins são gratuitos, mas também existe sua versão paga que logicamente oferece mais benefícios.

Não posso esquecer que dentro do painel administrativo WordPress também existe uma galeria de plugins onde você pode fazer o download gratuitamente.

Galeria de plugins WordPress

Como dica, não encha seu blog de plugins, tenha apenas os necessários. Cada plugin adicionado aumenta o número de requisições que um site faz, como consequência, o site demora mais tempo para carregar e nos dias de hoje, quanto mais tempo o seu site demora para carregar mais leitores desistirão de entrar no seu blog.

Configure algumas páginas para o blog

Com o passar do tempo, certamente você irá ter muitas páginas dentro do seu blog, entretanto, é importante que desde o inicio do site você configure pelo menos estas duas páginas:

  • Página Sobre: Curiosamente, está é uma das páginas mais vistas de site ou blog. As pessoas têm muito interesse em saber quem está por trás das publicações. Olha ai, você tem que caprichar nessa página, ein!?
  • Página Contato: É importante que você tenha várias formas de interação com os leitores do seu blog e o formulário de contato é uma delas. Existem diversos plugins que facilitam a criação de formulários no WordPress.

Configure ferramentas de analises

O Google Analytics é uma ferramenta do Google para monitoramento de tráfego de sites, blogs e lojas virtuais. Com as informações coletadas do Google Analytics é possível analisar se as estratégias impostas estão tendo os resultados esperados.

Para configurar o Google Analytics no seu blog é necessário que você tenha uma conta nele. Após abrir sua conta, você terá um código de rastreamento JavaScript exclusivo para colocar no site. Você deve colocar esse código após a abertura da tag HEAD do seu site. Existem diversos tutoriais que ensinam a fazer isso, se ainda sim, não se sentir seguro para fazer o que se pede, entre em contato com um profissional. Por fim, se tudo estiver configurado certo, o Google Analytics começa a coletar dados para você.

Outra ferramenta importante do Google que é interessante ter configurado em um blog é o Google Search Console. Essa ferramenta nos permite saber como o Google enxerga o nosso site, com os resultados fornecidos podemos verificar e otimizar nossas páginas para os mecanismos de pesquisa.

Também é necessário que você tenha uma conta nessa ferramenta, entretanto, se você seguiu as dicas dadas até aqui, é provável que você tem instalado o plugin Yoast SEO em seu blog. Essa ferramenta facilita a configuração do Google Search Console em seu blog. Tudo que precisa fazer é gerar um código no painel de administração do Search Console, em seguida, copiar e colar o código no campo indicado nas configurações do plugin.

Acho que eu passei por todos as etapas

Esses são os passos básicos de como criar um blog no WordPress. Acredito que com essa postagem, qualquer pessoa consegue facilmente criar um blog já otimizado e com as ferramentas iniciais adequadas. A partir de agora, temos que focar em alguns aspectos para melhorá-lo ainda mais como por exemplo, melhorar velocidade de carregamento do site, otimizar os textos para SEO e muito mais. Obviamente, você verá todas essas dicas e postagens aqui, então não perca nenhuma publicação, hein!?

Se acaso você deseja ir mais afundo sobre criação de sites no WordPress. Vou te recomendar um curso online onde você vai aprender a criar sites profissionais do zero mesmo não sabendo nada sobre programação, isso que é o legal do WordPress. Tem mais, você vai aprender também as estratégias de SEO, como aumentar o tráfego do seu site, vender temas e muito mais. Clique aqui e comece a criar sites magníficos